Image Map

Crônica: See you later, alligator

25 abril 2017


Ele nunca foi meu BFF, mas de alguma forma ele me fazia sentir como se eu já o conhecesse há tempos. No meio de tanta gente em um só espaço eu me sentia especial, me sentia única. Com tantas conversas aleatórias eu sempre recebia uma ajuda imensa, eu sempre serei grata por tudo o que me foi ensinado.

E apesar dos desenhos horríveis, e por falar coisas que nem eu entendia, eu sempre tentava dar uma resposta completa, só para tentar fazer com que ele não se arrependesse de estar ali, me ensinando. Mas acho que ele nunca se arrependeu, não por mim, mas porque acredito que ele ama o que faz e gostava de estar ali. Ele precisou ir, precisou sair para conclusão de outros planos. Daqui por diante ele vai crescer e evoluir ainda mais, por que ele é uma pessoa incrível.

A verdade é que eu sempre estava preparada, pois meus dias lá também estão contados. Mas alguns sentimentos mudam e o meu de gratidão passou a crescer naquele lugar. Entrei ali sabendo que uma hora eu iria sair, mas eu não esperava ter recebido essa notícia hoje. Não esperava ter sido pega de surpresa, não esperava que alguém especial fosse sair daquele lugar maravilhoso, mas foi necessário.

Foi triste, mas feliz ao mesmo tempo. Tive a sorte de ter cruzado com ele. A melhor coisa quando se está aprendendo algo é sentir-se compreendida, e posso ter a certeza de que fui. De todas as pessoas que passam na nossa vida, ele foi e é uma das poucas. Como isso faz falta, como é bom saber que existem pessoas assim, ensinando de verdade e iluminando por onde passam. Você vai fazer falta professor!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Além do look do dia. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design